"O Bonsai é um breve pensamento poético que nos toca o coração.”

O bonsai é uma arte de possibilidades ilimitadas.

05 janeiro 2011

Aprenda a desenhar um bonsai - desenho CHOKKAN

Espero poder passar para aqueles que desejam desenhar suas árvores algumas dicas de como conseguir esboçar suas idéias ou suas próprias árvores no papel. Este é o primeiro de uma série de desenhos que postarei. Espero que eu realmente consiga ser de ajuda. Deixe sua opinião sobre a matéria, será importante para as próximas postagens. Um abraço a todos.

Vamos iniciar fazendo um esboço do que será um Pinheiro estilo ereto Informal - Chokkan.. Faça um traço bem leve, reto do tamanho da árvore, use lápis 6B.



Agora faça o esboço do vaso com mais ou menos 1/3 da altura final da árvore. Como estamos desenhando um pinheiro estilo ereto formal, faremos o vaso retangular.




Lembre-se de desenhar um apoio para o vaso para que o seu desenho não fique flutuando na folha.



façamos triângulos nos lugares que desejamos desenhar a copa da árvore. É bom que o número de triângulos sejam limpar e que eles projetem um Triângulo escaleno.


Agora esboçamos o tronco com uma pequena sinuosidade para dar algum movimento ao tronco sem contudo fugir do estilo.


começamos a esboçar as cópulas de folhagens fazendo para isso pequenos traços de dentro para fora e em direções diferentes. Não fizemos um único triângulo para que a árvore não fique monótona.

Repetimos o mesmo nas camadas de folhagens restantes.




Não faça um único triângulo no ápice de sua árvore.




Agora passamos para o tronco. É hora de direcionarmos a luz sobre o desenho. Neste imaginaremos que a luz está vindo pelo nosso lado direito um pouco acima do meio da árvore. Assim destacamos no tronco as sombras.






Use dois tipos diferentes de lápis para produzir o efeito de profundidade e relevo. desenhe primeiro usando o lápis de cor mais clara depois faça uma nova folhagem por cima da primeira usando o lápis mais escuro 6B.



faça a massa de folhagem criando pequenos grupos de traços curtos, vindo de dentro para fora e de baixo para cima em diversas direções.Lembrando as agulhas dos pinheiros.




Perceba o efeito criado.



passamos para o próximo ramo executando o mesmo processo. Eu gosto de dar uma parada e mudar o foco de visão para isso eu mudo da folhagem para o tronco afim de não cansar minhas vistas e sem perceber produzir um erro.





conforme vamos fazendo os ramos superiores vamos dando acabamento ao tronco sempre tendo na memória a direção de onde vem a luz. É importante marcar alguns galhos destacando-os no meio da folhagem. Veja o terceiro ramo.




Nunca faça uma massa compacta de folhagem. Conforme for fazendo as novas pernadas volte sua observação para as que já foram feitas e vá acentuando as sombras e destaque os pontos de sombra no tronco. Para dar mais realidade ao tronco, faça traços finos de tamanhos diferentes no sentido horizontal no tronco vivo e vertical no tronco morto.




Pode ser de ajuda marcar as áreas vazias ( sem folhas) e as áreas de sombra. Como feito no quarto ramo.





Marcações feitas.




Veja como ficou após o preenchimento com a folhagem. Notem que os troncos secundários foram marcados e acentuados.





Vamos repetindo nos ramos superiores : sombra, áreas vazias, marcações de galhos secundários. Não se esqueça de ir acentuando o tronco e da direção em que a luz esta projetada sobre a árvora antes de criar as sombras.




percebam a marcação dos ramos e as sombras como se completam e dão um efeito de naturalidade.




Não é bom fazermos um único triângulo no ápice pois corremos o risco do desenho ficar monótono. Eu aconselho que se faça marcações de sombra espaços vazios e de pequenas massas de folhagens, Pois é assim que vemos na natureza.




Ápice preenchido e o sombreamento do tronco também foi executado.




Note como ficou mais natural todo o trabalho.






Reveja todo o desenho e corrija ou acentue os pontos onde achar necessário. Não se esqueça de assinar e datar o desenho. O sombreamento do vaso e o escurecimento ao redor da árvore falaremos de uma outra vez.




Desenho terminado. Espero que tenham gostado. Postarei mais desenho futuramente.



















02 janeiro 2011

Aprenda a desenhar um bonsai - desenho hokidashi

       Espero poder passar para aqueles que desejam desenhar suas árvores algumas dicas de como conseguir esboçar suas idéias ou suas próprias árvores no papel. Este é o primeiro de uma série de desenhos que postarei. Espero que eu realmente consiga ser de ajuda. Deixe sua opinião sobre a matéria, será importante para as próximas postagens. Um abraço a todos.

     * Material a ser usado:  Lápis 6B Lápis n° 2 Borracha Flanela Folha de papel branca.



Comece imaginando uma árvore. Eu desenharei um bonsai estilo HOKIDASHI. inicie fazendo um esboço da árvore que você deseja desenhar. Faça esses traços bem leves no papel usando o lápis 6B Segure o lápis como mostra a foto a baixo.



Esboço feito da árvore com o vaso nas proporções corretas. Perceba que os traços estão bem leves. Estes traços não serão apagados por isso precisa ser leve.


Agora ainda usando traços leves desenhe as posições dos ramos de acordo com a sua imaginação.Lembre-se de ir afinado o tronco e todos os ramos a medida que você vai alcançando o topo de sua árvore veja desenho a baixo.



Marque o posicionamento dos ramos principais. Não se preocupe com muitos detalhes agora.


Agora com traços mais fortes - use o lápis 6B - desenhe o tronco a posição das raízes e comece a fazer os ramos secundários e terciários. Use um lápis com a ponta um pouco mais fina para os ramos externos..



 Veja que os ramos externos ficam sobre a linha que traçamos no início do trabalho. Mantenha esses traços um pouco mais para fora que ele.


Vá desenhando todo o contorno da árvore começando pelo seu interior. Acenda um pouco mais as linhas externas. Lembre-se de apoiar a mão sobre a flanela para que a gordura da mão e o suor não manche o papel.



Agora devemos direcionar a luz sobre nossa árvore. Neste caso ela estará de incidindo de frente e um pouco acima da árvore. Sombreie o tronco fazendo traços paralelos na horizontal. Comece pela raíz e suba, depois desça fazendo mais traços procure fazer traços menores junto a parte externa do tronco para que esta fique mais escura que os da parte interna. Não aperte o lápis para conseguir esse efeito.


Veja que a cor mais escura é conseguida com a sobreposição dos traços. Faça também os pequenos galhos da parte externa da árvore.


Note no desenho abaixo que você não precisa unir cada traço ao tronco, O seu objetivo deve ser transmitir uma idéia de densidade. E não expressar fielmente a realidade. Vá sombreando o tronco até o seu ápice


Como em um bonsai, deixe alguns espaços vazios entre os ramos principais, para que o desenho não fique monótono. Use o lápis n° 2 para fazer os finos ramos da parte externa. Faça-os puxando o lápis para fora.


Agora repita todo o processo do outro lado. Comece fazendo os traços Longos e curtos...


 Faça alguns traços  no sentido horizontal sem ir de um lado ao outro no interior do tronco, você estará assim criando textura ao tronco.  E sombreie levemente passando o lápis de ponta mais grossa levemente sobre o papel, perceba o efeito deste sombreamento.


 A luz provoca sombras no vaso. Então faça traços onde ela não incide com tanta força, e vá escurecendo os locais onde ela não incide. Nesse caso, sempre use os traços paralelamente sobrepondo um sobre o outro. Não aperte o lápis sobre o papel.


Vá passando o lápis de fora para dentro levemente. os efeitos de sombra são conseguidos passando o lápis varias vezes sobre o mesmo local sem apertá-lo sobre o papel.


Agora faça pequenos riscos disformes e de tamanhos diferente sobre solo, esses riscos são a sombra que a luz causa nos pedriscos. Lembre-se que não estamos expressando uma realidade fiel, mas criando uma ilusão de luzes e sombras.




Agora é só corrigir alguns erros, acentuar alguns pontos, assinar e datar.

Desenho terminado. Espero que tenham gostado. Aguarde novos desenhos